Fatores de risco do câncer de mama. Por: Fernanda Barboza

0

Olá, pessoal. Como está sua preparação? Supere as dificuldades impostas pelo dia a dia e mantenha o foco na aprovação!

O câncer de mama é muito cobrado nas provas e as partes mais importantes nessa temática são: os sintomas, FATORES DE RISCO, o rastreamento e a classificação BIRADS.

Neste artigo, abordaremos os fatores de risco, utilizando como base o Caderno de Atenção Básica n. 13 do Ministério da Saúde – “Controle dos cânceres do colo do útero e da mama”. Comentarei algumas questões, para que você entenda como cai na prova.

Vamos seguir firme rumo ao sucesso?

Fatores de risco do câncer de mama

Os principais fatores de risco são:

  • Idade, fatores genéticos e endócrinos;
  • Histórico familiar;
  • Idade;
  • Menarca precoce (idade da primeira menstruação menor que 12 anos);
  • Menopausa tardia (instalada após os 50 anos de idade);
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Uso de contraceptivos orais;
  • Nuliparidade;
  • Obesidade (principalmente quando o aumento de peso se dá após a menopausa);
  • Uso de terapia hormonal (principalmente se prolongada por mais de cinco anos);
  • Álcool (mesmo que em quantidade moderada – 30 g/dia);

Os fatores endócrinos estão relacionados principalmente ao estímulo estrogênico, seja endógeno ou exógeno, com aumento do risco quanto maior for o tempo de exposição.

A história familiar e a idade precoce ao diagnóstico (mulheres com menos de 50 anos) são importantes fatores de risco para o câncer de mama e podem indicar predisposição genética associada à presença de mutações em determinados genes. Outros fatores incluem a exposição a radiações ionizantes em idade inferior a 40 anos, a ingestão regular de álcool (mesmo que em quantidade moderada – 30 g/dia), obesidade (principalmente quando o aumento de peso se dá após a menopausa) e sedentarismo.

Vamos conhecer quais os grupos populacionais de risco muito elevado? Esse grupo precisa de um rastreamento mais acirrado, com indicação para rastreamento anual.

Segundo o “Documento de Consenso para o Controle do Câncer de Mama”, de 2004, são definidos como grupos populacionais com risco muito elevado para o desenvolvimento do câncer de mama:

  • Mulheres com história familiar de, pelo menos, um parente de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) com diagnóstico de câncer de mama, abaixo dos 50 anos de idade.
  • Mulheres com história familiar de, pelo menos, um parente de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) com diagnóstico de câncer de mama bilateral ou câncer de ovário, em qualquer faixa etária.
  • Mulheres com história familiar de câncer de mama masculino.
  • Mulheres com diagnóstico histopatológico de lesão mamária proliferativa com atipia ou neoplasia lobular in situ.

Veja como essa temática foi cobrada!

  1. (FUNCAB/2013) Os principais fatores de risco conhecidos para o câncer de mama estão relacionados aos fatores genéticos, endócrinos e à:
  2. a) idade.
  3. b) etnia.
  4. c) cistite.
  5. d) primeira gravidez após os 20 anos.
  6. e) prática regular de atividade física.

Resposta: letra a.

Comentário:

Segundo o CAB n. 13 do MS, os principais fatores de risco conhecidos para o câncer de mama estão ligados à idade, aos fatores genéticos e aos endócrinos. A idade constitui o mais importante fator de risco para câncer de mama. O risco de câncer de mama aumenta com a idade, com cerca de 70–80% dos tumores diagnosticados a partir dos 50 anos de idade. A mortalidade também aumenta com a idade.

  1. (FCC/TRT 20ª REGIÃO/2016) O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres. A prevenção primária do câncer de mama está relacionada ao controle dos fatores de risco que são, dentre outros, a
  2. a) escoliose e o sedentarismo.
  3. b) menarca tardia e a desidratação.
  4. c) exposição à radiação e a prática regular de atividade física.
  5. d) nuliparidade e primeira gravidez após os 30 anos.
  6. e) menopausa precoce e a esclerose múltipla.

Resposta: letra d.

Comentário:

Revisando são fatores e risco:

  1. Idade;
  2. Menarca precoce;
  3. Menopausa tardia;
  4. Primeira gravidez APÓS os 30 anos;
  5. Nuliparidade;
  6. Exposição à radiação;
  7. Terapia de reposição hormonal;
  8. Obesidade;
  9. Ingestão regular de álcool;
  10. Sedentarismo;
  11. História familiar.

 

  1. (FCC/TRE-SP/2017) Têm MENOR risco de câncer de mama as mulheres que apresentam
  2. a) primeiro filho com mais de 30 anos de idade.
  3. b) índice de massa corporal acima de 31 kg/m² após menopausa.
  4. c) nuliparidade.
  5. d) menarca tardia.
  6. e) menopausa tardia.

Resposta: letra d.

Comentário:

O risco é aumentado quando a menarca é precoce, e não tardia.

 

  1. (FCC/TRT 3ª REGIÃO/2016) São fatores de risco e proteção para a ocorrência de câncer de ovário:

a)RISCO – menopausa tardia

PROTEÇÃO – terapia de reposição hormonal

  1. b) RISCO – anticoncepcional oral

PROTEÇÃO – síndrome dos ovários policísticos

  1. c) RISCO – endometriose

PROTEÇÃO – menarca precoce

  1. d) RISCO – obesidade

PROTEÇÃO – maternidade precoce

  1. e) RISCO – amamentação

PROTEÇÃO – mutação no gene BRCA2

Resposta: letra d.

Comentário:

A obesidade é um fator de risco, principalmente se ocorrer após a menopausa. Além disso, nuliparidade também é fator de risco; portanto, a maternidade precoce se torna um fator protetor.

 

  1. (AOCP/2015) O câncer de mama, assim como outras neoplasias malignas, resulta de uma proliferação incontrolável de células anormais, que surgem em função de alterações genéticas, sejam elas hereditárias ou adquiridas por exposição a fatores ambientais ou fisiológicos. São fatores de risco para o câncer de mama os citados a seguir, EXCETO:
  2. a) terapia de reposição hormonal, principalmente se prolongada por mais de 05 anos.
  3. b) obesidade.
  4. c) mulheres com história familiar de câncer de mama masculino.
  5. d) primeira gravidez antes dos 25 anos.
  6. e) idade da primeira menstruação menor que 12 anos.

Resposta: letra d.

Comentário:

A nuliparidade é fator de risco, ter filho é fator de proteção.

 

  1. (FUNCAB/2014) São fatores de risco para o câncer de mama, EXCETO:
  2. a) menarca precoce.
  3. b) menopausa tardia.
  4. c) primeira gravidez após 30 anos.
  5. d) multiparidade.

Resposta: letra d.

Comentário:

O fator de risco é a nuliparidade. A cada gravidez e amamentação, o risco diminui, sendo a gravidez e a lactação fatores protetores contra o câncer de mama.

Finalizamos nosso artigo, mas essa temática não termina por aqui. Continue nos acompanhando no Blog do Gran Cursos Online e conheça os nossos cursos, para que você possa garantir sua aprovação. Lembre-se de que sonhar sem ação é apenas ilusão. Fique firme nos estudos que a vitória virá!

_______________________________________________________________

Fernanda Barboza é graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia e Pós-Graduada em Saúde Pública e Vigilância Sanitária. Atualmente, servidora do Tribunal Superior do Trabalho, cargo: Analista Judiciário- especialidade Enfermagem, Professora e Coach em concursos. Trabalhou 8 anos como enfermeira do Hospital Sarah. Nomeada nos seguintes concursos: 1º lugar para o Ministério da Justiça, 2º lugar no Hemocentro – DF, 1º lugar para fiscal sanitário da prefeitura de Salvador, 2º lugar no Superior Tribunal Militar (nomeada pelo TST). Além desses, foi nomeada duas vezes como enfermeira do Estado da Bahia e na SES-DF. Na área administrativa foi nomeada no CNJ, MPU, TRF 1ª região e INSS (2º lugar), dentre outras aprovações.

_____________________________________________________________________

Estudando para concursos da área da Saúde? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e mais de 27 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

Matricule-se!

garantia-de-satisfacao-30

Deixe uma resposta